Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Startup que facilita o acompanhamento de pacientes oncológicos é uma das vencedoras do Prêmio Mulheres Inovadoras 2021
fechar
Compartilhar

thummi materia finep

O diagnóstico de um câncer é um momento que pode causar muitas dúvidas e receios ao paciente, seja pelo choque da notícia ou pela falta de informação sobre os tratamentos. Foi pensando nisso que a oncologista Alessandra Morelle teve a ideia de criar um aplicativo para facilitar o acompanhamento de pacientes oncológicos. O software começou a ser desenvolvido em 2018, com apoio de um engenheiro e um arquiteto de softwares, e precisou ser criado do zero, baseado na experiência clínica dos médicos.

O aplicativo, chamado “Thummi”, pode ser baixado por qualquer dispositivo e possui um display bem intuitivo. Após o cadastro, o paciente terá acesso a ícones com os principais sintomas relacionados ao tratamento oncológico, como náuseas e cansaço. A partir dessas opções, ele poderá descrever melhor o que está sentindo, então o algoritmo vai apresentar a possível gravidade do sintoma e alguma dica não medicamentosa para esse paciente.

Além disso, equipes de saúde, hospitais, clínicas e planos de saúde podem adquirir licenças pra monitorar os seus pacientes pelo aplicativo, que já soma 7 mil downloads. Recentemente, a startup também lançou a equipe Thummi de saúde, para pacientes que não possuem esse acompanhamento pelo seu hospital, possibilitando que eles recebam orientações da equipe médica própria do aplicativo.

Para Alessandra, a fase de aceleração, proporcionada pela Finep, foi essencial para o avanço do negócio. “Os conteúdos das aulas, os professores e os feedbacks foram excelentes e muito importantes para a evolução da nossa ideia. O reconhecimento da Finep traz a certeza que estamos no caminho certo. Eu recomendo que as mulheres busquem esse tipo de projeto, me senti muito apoiada”.

Mulheres inovadoras 2021

Na segunda edição do Programa Mulheres Inovadoras, a Finep/MCTI selecionou 30 startups lideradas por mulheres para aceleração, e outras 10 para receberem o Prêmio Mulheres Inovadoras, duas de cada região do Brasil, no valor de R$ 100 mil cada. As vencedoras foram anunciadas em setembro passado. O objetivo do Programa, uma iniciativa do Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação em conjunto com a Finep, é capacitar e reconhecer empreendedoras nacionais, contribuindo assim para o aumento da representatividade nesse cenário e o incremento da competitividade brasileira. O Programa contou com apoio do Founder Institute, Jupter, Oria Capital e RME - Rede Mulher Empreendedora.