Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Finep lança nova versão do Programa Finep Startup que passa a operar em Fluxo Contínuo
fechar
Compartilhar

 finepstartupcontinuo

A Finep acaba de lançar o Programa Finep Startup versão Fluxo Contínuo. Operando desde 2017 por meio de editais, o Programa passa, em 2022, a operar de forma contínua, ou seja, os interessados podem submeter projetos à Finep a qualquer momento. O Programa oferece recursos financeiros para apoio a startups inovadoras, de setores estratégicos e prioritários, no estágio em que estas empresas estão com alta queima de caixa e sua inovação ainda não foi totalmente absorvida pelo mercado (vale da morte). Nesta nova fase do Programa a Finep continua oferecendo incentivos para que investidores anjos, pessoa física, invistam conjuntamente nas startups selecionadas. Com o apoio da Finep, as startups investem buscando acessar o mercado, aumentar a produtividade e faturamento, reduzindo assim a incerteza e a probabilidade de mortalidade da empresa.

As startups que passarem pelo processo de seleção poderão receber aporte de até R$ 1,5 milhão de Recursos Finep sendo que, para aquelas com propostas aderentes ao tema Rota 2030, esse valor poderá chegar a R$ 2.2 milhões. Na primeira etapa, serão quatro os critérios principais de avaliação das propostas.  Mercado e Posicionamento, Inovação e Diferenciais, Equipe e Estrutura Societária e Avaliação Econômico-financeira.

Há ainda dois fatores adicionais que podem favorecer as candidaturas:  proponentes que apresentem projeto com uma carta de compromisso de investimento por investidores privados (investidores-anjo) para aporte de capital.  Investimento entre R$ 100 mil e R$ 199 mil agrega um ponto ao escore final. De R$ 200 mil a R$ 299 mil, dois pontos e três pontos para investimentos acima de R$ 300 mil. A participação em outros Programas de Startups da Finep, tais como o Centelha, Mulheres Inovadoras, Espaço Finep, Programa Tecnova e editais de Subvenção Econômica garantem quatro pontos adicionais na avaliação.

Segundo o Diretor Financeiro, de Crédito e Captação da Finep, Adriano Lattarulo, “o novo modelo tornará o programa mais ágil e eficiente na alocação de recursos públicos, ampliando os objetivos e impactos traçados no Programa, além de gerar empregos e reduzir a mortalidade das startups”.

Para o superintende da Área de Empreendedorismo e Investimento-AEIN da Finep, Maurício Marques, “com o novo regime de fluxo contínuo, a submissão de propostas deixará de depender do lançamento de chamadas públicas, contribuindo para reduzir os tempos médios de contratação das startups, pois sabemos o quanto é crítico o recebimento de recursos pela empresa que está atravessando o vale da morte”.

Mais detalhes podem ser obtidos na página do Programa Finep Startup