Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Vencedora do Prêmio Mulheres Inovadoras 2021 aposta em produto sustentável para agricultura do Nordeste
fechar
Compartilhar

mariposa foto

A discussão sobre combinar sustentabilidade e agricultura não é de hoje. Há uma demanda por práticas e métodos de plantio menos nocivos não só aos campos de plantio, como também ao consumidor desses bens. Preocupações e medidas básicas, como rotação de culturas, compostagem, uso de energia renovável e de produtos de controle de pragas que não comprometam produção e pessoas, são algumas das principais formas que o produtor rural encontra para atender tal exigência. E foi para suprir uma dessas necessidades que surgiu a IN Soluções Biológicas, apoiada pelo Programa Mulheres Inovadoras, especificamente para proporcionar novas soluções em relação às pragas – que são um dos maiores problemas enfrentados pelo agricultor em suas colheitas.

O caminho que a empresa oferece foi encontrado em trabalhos de campo, em áreas que sofriam com ataques de pragas de ovos de mariposa que, quando se tornavam lagartas, comiam os frutos e folhas das plantações. Entre esses ovos, foram encontrados alguns de coloração mais escura, advindos de uma microvespa (Trichogramma spp), parasitóide que combate as lagartas que contaminam os produtos. Segundo Cristiane Coutinho, co-fundadora da empresa, existia uma lacuna na produção desse tipo de produto na região Nordeste. Assim, a IN Soluções Biológicas foi criada, de forma a trazer esses insetos, nativos da região, adaptados às condições do Ceará, onde a empresa atuou inicialmente.

De modo a atender às demandas deste produto, a empresa trabalha com uma produção em comunicação direta com os produtores rurais: “como nossa iniciativa traz um inseto que controla os ovos de outro, a gente precisa criá-lo em um organismo vivo. Esse inseto controla os ovos de mariposa no campo. Então, na empresa, nós incorporamos uma mariposa fornecedora dos ovos para multiplicar as microvespas”, disse. Essa logística, por exemplo, foi um dos pontos principais do apoio recebido do edital Mulheres Inovadoras da Finep/MCTI - essencial para auxiliar a empresa em todo o negócio.

IN equipe

Equipe da IN Soluções Biológicas

Para Cristiane, todo o processo de seleção foi importante para ela e seus sócios aprenderem sobre o empreendedorismo, uma carência na graduação/pós-graduação. O auxílio de um consultor da Finep/MCTI os guiou em todos os pontos nos quais a empresa tinha dificuldade. “Foi a última ponta para nos dizer: ‘não desistam’, além de ajudar na organização e divulgação da empresa”, afirmou. Com novos conhecimentos e experiências, os planos de Cristiane para o futuro são de expansão não só de área de cobertura, onde os produtos da IN Soluções Biológicas podem chegar, mas também de aumento de portfólio: “Durante o edital da Finep/MCTI, isto foi trabalhado de forma muito positiva, fazendo um planejamento de outros organismos a serem inseridos, um plano de negócios para que, ano após ano, possamos entender quais vão ser trabalhados”, finalizou.

Sobre o Programa Mulheres Inovadoras

Na segunda edição do Programa Mulheres Inovadoras, a Finep/MCTI selecionou 30 startups lideradas por mulheres para aceleração, das quais, 10 receberam o Prêmio Mulheres Inovadoras, dois de cada região do Brasil, no valor de R$ 100 mil cada. As vencedoras foram anunciadas em setembro passado. O Programa Mulheres Inovadoras é uma iniciativa da Finep e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), com apoio do Founder Institute, da Rede Mulher Empreendedora e da Oria Capital. Seu objetivo é estimular startups lideradas por mulheres, de forma a contribuir para o aumento da representatividade feminina no cenário empreendedor nacional, por meio da capacitação e do reconhecimento de empreendimentos que possam favorecer o incremento da competitividade brasileira. A Finep/MCTI planeja lançar a terceira edição do programa em 2022.

Sobre o Programa de Aceleração Espaço Finep

Foi criado para agregar conhecimento e articulação com foco em marketing e vendas a startups, auxiliando-as na revisão e/ou adequação de sua proposta de valor e de seu modelo de negócios, e na identificação de oportunidades de mercado com fornecedores, parceiros e clientes, alinhadas a um processo de capacitação, com objetivo de construir uma estratégia de comercialização de seus produtos e serviços. A segunda edição da chamada foi lançada em junho deste ano.