Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Programa Centelha II lança editais em três estados e investimento de cerca de R$ 90 milhões
fechar
Compartilhar

centelha2logo

 

Sucesso em sua primeira edição, tendo recebido mais de 15 mil ideias e movimentado mais de mil municípios e recursos da ordem de R$ 30 milhões, o Programa Centelha chega à sua segunda fase com o lançamento de novos editais estaduais. No total, o investimento da nova etapa da iniciativa será de cerca R$ 90 milhões, com a expectativa de apoiar a capacitação de 50 mil empreendedores, criar 1.350 novas startups e promover a cultura empreendedora em todo país.

O programa visa estimular a criação de empreendimentos inovadores no Brasil. Aos projetos selecionados, o programa oferece capacitações, recursos financeiros e outros tipos de suporte, a fim de impulsionar a transformação de ideias em negócios de sucesso.

 

Agenda

* Na segunda-feira, 13/9, foi lançado Centelha II no Rio Grande Sul. 

* Na terça-feira, 14/9, foi lançada a iniciativa em São Paulo.

* Na quarta-feira, dia 15/9, é a vez dos empreendedores goianos receberem as boas notícias do novo edital do programa.

 

Ótima oportunidade para empreendedores de Goiás

Em Goiás, a segunda edição do Centelha injetará R$ 4,65 milhões na economia do estado, sendo R$ 2 milhões do MCTI/Finep, R$ 1 milhão da Fapeg, e R$ 1,35 milhão do MCTI/CNPq, em bolsas, além de R$300 mil para ações transversais. Nesta edição, serão fomentados 50 projetos, ou seja, 50 novos CNPJs serão abertos e inseridos no ecossistema de inovação do Estado de Goiás.

O evento de lançamento do Centelha II já marca a abertura de inscrições de candidatos ao Programa em Goiás. Cada projeto selecionado por esta chamada pública receberá R$ 60 mil em forma de subvenção econômica.

 

Lançamento em São Paulo

O edital para a seleção de propostas de São Paulo foi lançado na terça-feira (14/09). Participaram do evento de lançamento Marcelo Bortolini, Carlos Américo Pacheco, Maria Zaira Turchi, Luiz Eugênio Mello, diretor científico da FAPESP, e Paulo Cesar Rezende de Carvalho Alvim, secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, representando o ministro Marcos Pontes. A apresentação do Programa Centelha foi feita por Marcelo Camargo, superintendente da Área de Pesquisa Aplicada e Desenvolvimento Tecnológico da Finep. Confira detalhes aqui.

"É o maior programa de empreendedorismo inovador, com capacitação e alavancagem de pequenos negócios, do planeta. A partir de idéias inovadoras, recursos, mentorias e capacitações são fornecidos subsídios para aumentar a produtividade da economia brasileira via novas companhias", disse Marcelo Camargo.

Na etapa de seleção, os empreendedores participantes passarão por três fases. A fase 1 é a da submissão de ideias inovadoras, a fase 2 é a de construção de um Projeto de Empreendimento e a fase 3 corresponde à elaboração de um Projeto de Fomento. Ao longo dessas etapas, os empreendedores receberão capacitação para aprimorar os projetos inovadores, além de suporte e feedback dos avaliadores.

Os 50 melhores projetos selecionados na fase 3 passarão à etapa de abertura da empresa e contratação do projeto, e o empreendedor passará a contar com um fomento de R$ 80 mil (divididos entre a FAPESP e a Finep) para implementar a inovação.

As propostas ao Centelha devem ser apresentadas por pessoas físicas, maiores de 18 anos. Os proponentes não precisam necessariamente ter empresa constituída, mas deverão constituí-la se a proposta for selecionada. Empreendedores vinculados a microempresas ou empresas de pequeno porte também poderão submeter ideias à análise do Centelha, desde que ela tenha sido constituída em até 12 meses antes da publicação da chamada de propostas.

A submissão de ideias inovadoras pode ser feita até 25 de outubro.

A apresentação das ideias para a Fase 1 do programa poderá ser feita no portal do Programa Centelha do Estado de São Paulo. O empreendedor deverá fazer um cadastro e apresentar a descrição do problema, a solução proposta, os diferenciais da solução e a equipe empreendedora. Também poderá apresentar um vídeo explicando sua ideia.

 

Inovadores gaúchos comemoram

No Rio Grande do Sul, haverá concessão de subvenção econômica à inovação recursos no valor global de R$ 3,3 milhões, o que empolgou os inovadores gaúchos. Serão apoiadas ideias inovadoras até o limite de R$ 66 mil e bolsas de Fomento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq, no valor máximo de R$ 26 mil, por projeto.

O diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Finep Inovação e Pesquisa, Marcelo Bortolini, reforçou a estratégia de inovação. “Em alinhamento com a FINEP, o Rio Grande do Sul coloca dentro da sua estratégia a Inovação e se destaca pelo pioneirismo em lançar a segunda edição do programa Centelha”, disse.

Diretora de Cooperação Institucional do CNPq, Maria Zaira Turchi salientou o caráter regional da iniciatia, sendo fundamental o envolvimento dos estados, através das Fundações de Amparo à Pesquisa.

 

A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação CERTI.

 

Sede:

Praia do Flamengo 200, 1º andar
CEP: 22210-901
Rio de Janeiro - RJ
Para dúvidas e informações enviar e-mail para sac@finep.gov.br.

Envio de correspondências para Finep: exclusivamente por meio eletrônico para cp_protocolo@finep.gov.br.

(21) 2555-0330

Outros endereços e telefones da Finep.