Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Carta Convite do Tecnova III vai destinar R$ 270 milhões para apoio a empresas nos estados brasileiros
fechar
Compartilhar

RIW abertura

O presidente da Finep, Waldemar Barroso, anuncia o Tecnova III

A abertura da segunda edição do Rio Innovation Week, um dos maiores encontros de tecnologia, inovação e negócios da América Latina, que acontece até o dia 11 de novembro no Píer Mauá, no Rio de Janeiro, teve como parte de sua programação o lançamento pela Finep/MCTI, da Carta Convite para a seleção pública dos agentes operacionais que irão conduzir o Programa Nacional de apoio à Inovação Tecnológica – Tecnova III. O objetivo do Programa é promover, com recursos de subvenção econômica, o crescimento rápido de um conjunto significativo de empresas brasileiras de micro e pequeno porte (faturamento de até R$ 16 milhões), através do apoio à Inovação Tecnológica. A nova edição traz como novidades o apoio à aceleração e à internacionalização das empresas.

RIW Camargo

O diretor da Finep, Marcelo Bortolini, e o superintendente Marcelo Camargo

Participaram do lançamento o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim, o presidente da Finep, Waldemar Barroso, o diretor de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico da Finep, Marcelo Bortolini, o presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), Odir Dellagostin, e o gerente de Inovação do Sebrae, Paulo Puppin. O anúncio contou, ainda, com a presença do superintendente de Área de Pesquisa Aplicada e Desenvolvimento Tecnológico, Marcelo Camargo, que apresentou um breve balanço dos nove anos do Tecnova e os detalhes da nova edição.

A Carta Convite busca eleger propostas de parceiros operacionais nos estados da Federação que tenham interesse em conduzir o repasse dos recursos de Subvenção Econômica, da ordem de R$ 270 milhões, para as empresas classificadas no Edital. A seleção irá identificar instituições capacitadas com as quais a Finep irá firmar contratos de descentralização de recursos. Serão ainda disponibilizados R$ 27 milhões a esses parceiros, em recursos da ação transversal (suporte operacional), para a operacionalização das chamadas, em suas unidades da Federação.

A opção pela descentralização das operações do Edital visa à formação de redes de agentes de fomento estaduais com a participação das Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs), fortalecendo assim todo o Sistema Nacional de Inovação e promovendo uma maior capilaridade da ação da Finep.

Será concedido, às empresas, o valor mínimo R$ 250 mil à R$ R$ 400 mil em recursos FNDCT/Finep e adicionalmente recursos oriundos dos Estados, a serem aportados pelos parceiros. Às empresas apoiadas caberá aportar contrapartida financeira equivalente a 5% do valor recebido como Subvenção Econômica.

Empresas beneficiárias dos Programas Centelha I e II da Finep e Catalisa, do Sebrae, que tenham finalizado seus projetos e possuam carta de adimplência emitida pelo parceiro estadual responsável, terão pontuação extra de 0,5 ponto em sua média final. A Finep busca, assim, promover a integração de seus instrumentos de apoio, estruturados como etapas complementares de uma sequência de estímulos à cultura do empreendedorismo inovador em todo o território nacional, através da mobilização e articulação dos atores locais.

Aceleração e internacionalização

Em sua terceira edição, o Tecnova traz novidades. Serão concedidos recursos adicionais FNDCT/Finep de até R$ 50 milhões para aceleração das empresas, uma vez que estejam adimplentes técnica e financeiramente.

O Programa de Aceleração vai agregar conhecimento e articulação com foco em marketing e vendas, auxiliando as empresas na revisão e/ou adequação de sua proposta de valor e seu modelo de negócios, bem como na identificação de oportunidades de mercado com fornecedores, parceiros e clientes. Isso alinhado a um processo de capacitação visando construir uma estratégia de comercialização de seus produtos e serviços que irá contribuir para o sucesso de seus projetos inovadores.

As instituições parceiras deverão apresentar, em suas propostas, uma lista de aceleradoras estaduais credenciadas, que servirá de base para contratação, pelas empresas beneficiárias das que irão fornecer a elas os serviços de aceleração.

A outra novidade diz respeito a um aporte adicional de recursos de Subvenção Econômica, da ordem de R$ 13 milhões, para a internacionalização das empresas. Os recursos serão utilizados para contratar a chamada Trilha Básica de Internacionalização junto à APEX (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, ou outras instituições que promovam serviços de internacionalização. A Trilha é um programa composto por: webinars sobre como estruturar um plano de inserção ou expansão internacional; curso em estratégia de internacionalização para negócios inovadores e duas horas de mentoria individual com especialistas. Ao término dessa trilha básica, as empresas serão submetidas a uma análise de seu estágio de preparação para a internacionalização. Conforme os resultados objetivos, elas poderão se candidatar a outros programas oferecidos pela APEX.

Todos os detalhes e condições da Carta convite Finep/MCTI – programa nacional de apoio à inovação tecnológica - TECNOVA/2022 - estarão disponíveis, em breve, na Página do Programa e na seção de Chamadas Públicas, no site da Finep. O recebimento de propostas vai até 6 de fevereiro de 2023.

Sobre o Rio Innovation Week

A Finep participa com estande na Vila da Ciência, espaço do evento que tem como meta preparar os participantes para o futuro e para os impactos da tecnologia na transformação dos negócios, dos esportes e da sociedade.

O Encontro tem como público-alvo empreendedores, investidores, estudantes, pesquisadores, agricultores, executivos e representantes do governo. A ideia é compartilhar experiências e conhecimento, em um amplo debate sobre as novas estratégias para os negócios, o futuro das profissões e da educação, que possibilite impulsionar negócios, ideias e startups.

São 50.000m2 de evento, com 27 conferências, mais de 800 palestrantes convidados, 2000 startups e incubadoras fomentando negócios, mais de 250 expositores apresentando inovações e soluções para os setores, além de bootcamps setorizados, mentorias, exposições, workshops, networking e muitos negócios sendo gerados no RIW e a partir do RIW.