Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Finep/MCTI e Governo de Minas assinam convênio para construção de centro de excelência em vacinas, na UFMG
fechar
Compartilhar

 convenioctvacinaPresidente da Finep, Waldemar Barroso, discursa durante a assinatura do convênio

A construção de um centro de excelência para a produção de vacinas e autonomia tecnológica do Brasil – o CT Vacinas. Esta foi a razão da assinatura do convênio que envolveu Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Finep, Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SESMG) e Federação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) na quarta-feira, 8/12, durante a Semana Nacional de C&T, que acontece em Brasília (DF). A executora do projeto, e também signatária do convênio, será a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com participação também do Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BHTEC).

O presidente da Finep, Waldemar Barroso, em seu discurso, comemorou ao convênio: "quando chamada aos desafios, a Finep/MCTI sempre se faz presente para contribuir com melhorias para o crescimento brasileiro. O CT Vacinas é uma revolução tecnológica nossa", disse. Participaram, ainda as seguintes autoridades:

- Astronauta Marcos Pontes, Ministro de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovações;
- Sandra Regina Goulart Almeida , Reitora da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG , Representando o Presidente da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa - FUNDEP, Senhor Jaime Arturo Ramírez;
- Marcelo Morales, Secretário de Pesquisa e Formação Científica do MCTI
- Christiane Corrêa, Secretária de Articulação e Promoção da Ciência do MCTI;
- Felipe José Fonseca Attiê, Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Minas Gerais, Representando o Governo de Minas Gerais;
- Camila Pereira de Oliveira Ribeiro, Diretora de Finanças da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, Representando o Presidente da FAPEMIG, Paulo Sérgio Lacerda Beirão;
- Marco Aurélio Crocco Afonso, Presidente do Parque Tecnológico de Belo Horizonte - BHTEC
- Luciana Quaresma Rodrigues, Superintendente de Pesquisa e Tecnologia do Estado de Minas Gerais, representando a Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais;

São, ao todo, R$ 80 milhões (de R$ 50 milhões da Finep/FNDCT) para a construção da infraestrutura física do que vai ser batizado de “Centro Nacional de Vacinas”, com a instalação de equipamentos para a pesquisa de vacinas, kits de diagnósticos e seus produtos intermediários. O estado de Minas gerais aportará R$ 30 milhões (FAPEMIG: R$ 12 milhões; SESMG: R$ 18 milhões).

O prédio contará com 9.302m², divididos em um subsolo, cinco pavimentos úteis e um pavimento técnico. O Bloco 1 é composto pelas áreas de pesquisa e desenvolvimento, áreas comuns e de apoio, biotério e estacionamento, e o Bloco 2, é composto pela planta de produção piloto GMP (Good Manufacturing Practice).

O novo espaço atuará com pesquisas na área de medicina humana e veterinária, buscando estabelecer o vínculo entre a produção do conhecimento acadêmico em parcerias com outras instituições públicas e privadas. A ideia é facilitar a troca e a construção conjunta da pesquisa, a geração de patentes, a chegada dos potenciais produtos ao mercado e ao Sistema Único de Saúde.