Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Finep 2030 Empresarial chega ao setor de Agronegócios com apoio a tecnologia inovadora
fechar
Compartilhar

Tuzzi foto

Sistema de Acoplamento para Tratores

A Tuzzi Sistemas Automotivos é a primeira empresa do setor de agronegócios a ser beneficiada com recursos não-reembolsáveis do programa Finep 2030 Empresarial. A empresa receberá R$ 3 milhões e investirá mais R$ 2,2 milhões, em recursos próprios, no desenvolvimento de aços avançados com alta resistência e tenacidade para a produção de sistemas de acoplamento para tratores. Um dos objetivos da nova tecnologia é a obtenção de aços com propriedades de maior resistência à fadiga e ao desgaste, bem como, menor peso. O processo integra, ainda, o uso de tecnologias de ligas metálicas com nióbio (Nb), vanádio (V) e titânio (Ti), com consequente redução de custos e dos impactos ambientais associados ao uso do aço.

A Tuzzi é uma empresa consolidada no Brasil com foco no desenvolvimento global de soluções para diferentes mercados, em especial, o agrícola, além do automotivo, industrial, ferroviário e construção civil. Com parque fabril integrado, a empresa conta com unidades de negócios modernas que desenvolvem e produzem peças e componentes para tratores, veículos pesados e laminados de aço a quente. No mercado desde 1985, a Tuzzi opera com seus produtos em países como Estados Unidos, Alemanha, Itália, África, Ásia e América do Sul.

Para César Bonacini, diretor comercial da Tuzzi, o apoio do Programa Finep 2030 Empresarial exerce grande valor para o desenvolvimento de um produto inovador para as cadeias agrícola e automotiva, com base em uma tecnologia 100% nacional. “O projeto trará ganhos significativos em conhecimentos científicos e esperamos que as características inéditas da tecnologia a ser desenvolvida criem um novo paradigma para o setor de máquinas agrícolas”, afirmou o executivo da Tuzzi.

Segundo o diretor de Inovação da Finep/MCTI, Adriano Latarullo, o Finep 2030 Empresarial tem apresentado bons resultados, por operar em fluxo contínuo, o que permite maior agilidade na análise das propostas. Em menos de um ano de operação do Programa, foram avaliadas mais de 136 propostas, que resultaram em um total de R$ 66,6 milhões em recursos já aprovados para apoio a projetos de inovação no setor automotivo.

“O Finep 2030 Empresarial é uma grande oportunidade para o agronegócio brasileiro, por se tratar de um dos setores mais dinâmicos do país e que segue crescendo acima da média nacional”, afirma Rodrigo Seccioso – Superintendente de Inovação da Finep/MCTI. Segundo ele, as empresas de máquinas e equipamentos agrícolas contam agora com uma excelente alternativa para apoio ao desenvolvimento de projetos de inovação com conteúdo tecnológico”, disse.

O Finep 2030 Empresarial é realizado por meio de financiamento não-reembolsável, operados diretamente pela Finep, utilizando recursos oriundos de empresas da cadeia automotiva, habilitadas no Programa Rota 2030 – Mobilidade e Logística. O financiamento é destinado ao desenvolvimento de projetos de inovação com alto conteúdo tecnológico nas empresas em quatro linhas temáticas:

1 - Inovação em processos, inclusive automação, conectividade industrial e manufatura avançada para o incremento de produtividade, na cadeia de fornecedores do setor automotivo.

2 - Investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação na cadeia de fornecedores do setor automotivo.

3 - Fortalecimento da cadeia de ferramental e moldes destinados a produtos automotivos.

4 - Estímulo à produção de novas tecnologias relacionadas a biocombustíveis, segurança veicular e propulsão alternativa à combustão.

O programa encontra-se aberto e as propostas podem ser enviadas aqui.