Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Empresa selecionada no Edital Finep/MCTI Inova Mineral recebe Prêmio Fapesc de Inovação
fechar
Compartilhar

  sulgesso campo

A média empresa catarinense Sulgesso Indústria e Comercio S/A acaba de ser eleita pela Fapesc uma das três empresas mais inovadoras do estado de Santa Catarina no ano de 2020.  O reconhecimento de sua capacidade inovadora - que lhe conferiu o segundo lugar na categoria “Inovação de Impacto Socioambiental” do Prêmio Fapesc de Inovação 2020 – não é uma novidade para a Finep.

Em 2019, a Sulgesso foi selecionada no Edital Finep/MCTI Inova Mineral e teve seu projeto “Pesquisa e Desenvolvimento de um Fertilizante com tecnologia de encapsulamento do potássio, com a presença de fósforo proveniente de fontes alternativas” aprovado no âmbito do Edital. A empresa recebeu recursos de Subvenção Econômica da ordem de R$ 4 milhões para o desenvolvimento do fertilizante inteligente e adequado ao solo brasileiro e para a construção da fábrica de briquetagem que irá produzi-lo. (A briquetagem é uma forma de concentrar em blocos – briquetes - a energia disponível na biomassa florestal e sobras de madeira gerando um produto com qualidade superior à da lenha, ampliando a oferta de energia renovável e limpa.)

O nome aparentemente complicado do projeto se traduz num expressivo ganho inovador para produtores, mercado e principalmente para o meio ambiente.  O encapsulamento funciona como uma membrana em torno do fertilizante controlando sua liberação de forma gradual no solo, menos danosa à natureza do que a pulverização tradicional. Além disso, essa liberação prolongada reduz a necessidade que o País hoje possui da importação de materiais fertilizantes. O projeto estima uma redução de até 25% dessas importações. 

Há ainda outros impactos positivos. O fosfogesso, um subproduto gerado pelas indústrias de fertilizantes, é um dos protetores do núcleo do fertilizante encapsulado. Como explica o analista do projeto pelo Departamento de Petróleo, Mineração e Indústria Naval da Finep, André Cabral, “a utilização, no processo, de um resíduo de outro segmento é o sinalizador para o mercado de um produto com custo final menor e maior facilidade de acesso a pequenos e médios agricultores”.

Com sede na pequena cidade de Imbituba, no litoral catarinense, a Sulgesso faz um trabalho de limpeza no município tendo removido da paisagem urbana, até os dias de hoje, mais de 2,5 de toneladas do que já foi considerado um rejeito industrial. Hoje a empresa industrializa esses materiais e os devolve, aplicando conceitos da economia circular, para os mercados da agricultura e também da siderurgia chinesa, através da exportação.  

A Sulgesso estruturou um Núcleo de Inovação e Pesquisa, estrutura interna criada para fomentar e gerenciar todas as ações de inovação existentes na empresa. O time é composto por profissionais das engenharias de materiais, mecatrônica e química. A companhia conta ainda com laboratório próprio, no qual realiza rigorosos testes de qualidade de seus produtos e processos industriais.