Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Projeto apoiado pela Finep conquista prêmio de inovação na área de telecomunicações
fechar
Compartilhar

 Padtec

 

A Padtec foi uma das vencedoras do Prêmio Anuário Tele.Síntese de Inovação em Comunicações 2020, um dos mais importantes na área de Telecomunicações no Brasil. A empresa conquistou o segundo lugar na categoria "Fornecedores de Produtos de Comunicações" com o projeto "Transponder de 1,2 Tb/s – TM1200G", apoiado pela Finep.

O objetivo da Padtec foi desenvolver um produto capaz de contribuir para a redução do custo do bit transmitido nas redes, de forma a tornar a banda larga mais acessível no Brasil - e no mundo. O TM1200G é um transponder versátil que pode ser usado tanto para interconexão de datacenters com altas taxas de transmissão em curtas distancias de até 600 Gb/s e, também, em cenários de redes de médias e ultralongas distâncias com canais de 100, 200 e 400 Gb/s.

Outro destaque técnico do produto é o tamanho reduzido (1U altura e 300 mm de profundidade). Assim, o TM1200G se adequa tanto a bastidores mais curtos – mais comuns entre as operadoras – quanto a bastidores mais profundos. Mesmo menor, este transponder apresenta alta capacidade de transmissão, atingindo velocidade de até 1,2 Tb/s. 

Roberto Nakamura, Diretor de Tecnologia da Padtec, ressalta que o desenvolvimento dessa nova geração de transponders está alinhado ao compromisso da empresa de investir constantemente na evolução de sua linha de produtos, fornecendo ao mercado soluções inovadoras e no estado-da-arte da tecnologia em sistemas de comunicação óptica. "Para os clientes da Padtec, o investimento da empresa em desenvolvimento de novos produtos implica a disponibilidade de soluções capazes de atender às necessidades dos usuários, atuais e futuras, de maior capacidade e de qualidade na transmissão de dados", destaca o executivo. 

O projeto da empresa foi apoiado pela Finep através do Apoio Direto à Inovação – Finep Telecom – destinado a Planos Estratégicos de Inovação de interesse do setor de telecomunicações, conforme Resolução 97/2013 do Funttel – e contou com recursos do Funttel (Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações).