Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Finep/MCTI lança carta-convite para credenciamento de agentes que irão operar o CENTELHA II: total de R$ 54 milhões
fechar
Compartilhar

 centelha1234

A Finep, empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, acaba de lançar carta-convite para selecionar propostas de Parceiros Operacionais Descentralizados (no nível estadual) para o estímulo, orientação e promoção da criação de empresas de base tecnológica inovadoras e de alto crescimento em todo território nacional, com o objetivo de implementar o Programa CENTELHA II. O valor total é de R$ 54 milhões e cada agente local poderá aplicar até R$ 2 milhões.

A ideia é possibilitar a otimização, integração e descentralização, aumentando a capilaridade dos programas de concessão de recursos de subvenção às empresas brasileiras com faturamento anual bruto de até R$ 4,8 milhões criadas e formalizadas a partir do Programa CENTELHA ou empresas com até 12 meses de criação, contados a partir do lançamento dos respectivos editais pelo parceiro local. É esperado apoio a cerca de 50 empresas por estado. O resultado final da escolha dos agentes sairá a partir de 16/11.

O Programa CENTELHA II visa a:

* Estimular a criação de empreendimentos inovadores, a partir da geração de novas ideias;

* Disseminar a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país;

* Contribuir para a ampliação da quantidade e melhoria da qualidade das propostas de empreendimentos de base tecnológica submetidas aos ambientes promotores de inovação existentes no País (incubadoras e aceleradoras de empresas, espaços de coworking, laboratórios abertos de prototipagem, parques e polos tecnológicos etc.);

* A formação e a capacitação de empreendedores inovadores em todo o país;

* Incentivar a apropriação dos resultados da pesquisa produzida em ICTs no desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores;

* Incentivar a criação de empresas inovadoras em áreas e setores estratégicos para o desenvolvimento sustentável do país.